Consultoria De Estilo: Meu Vício (Ruim!!!)

Eu tô aqui, toda semana, dando dicas de consultoria, falando como a gente pode fazer o guarda roupa ser solução e não problema. Falo de consumo consciente, de não comprar ‘mais do mesmo’, de pensar looks diferentes…. mas hoje eu vou colocar o meu defeito na roda, hahaha. Provando que, mesmo sendo consultora de estilo, eu sou ‘gente como a gente’ e ainda tenho, sim, vícios que me enlouquecem e contra os quais eu luto todo dia.

Pra não assustar ninguém, hahaha, eu vou hoje contar um só defeito do meu guarda roupa (qualquer hora eu conto outros!). A verdade, verdadeira, é que eu tenho muitas partes de baixo para poucas partes de cima. Isso é um GIGA problema por dois motivos: primeiro porque tudo que fica perto do rosto (blusas em geral, jaqueta, colete, kimono…) é o que a gente costuma notar primeiro em um look, afinal de contas, a gente interage com o mundo pelo rosto, portanto, o que  bem perto dele é o que mais chama a atenção do ‘espectador’. O segundo problema é que um guarda roupa versátil, que rende muuuuuitas montações, costuma ter uma proporção de 3 partes de cima para cada parte de baixo. O meu não tem isso nem-a-pau! [insira aqui emoticon de choro! hahaha].

[lembrando que vestido, macacão, macaquinho e afins são partes de baixo!].

consultoria de estilo partes de cima

Sendo assim, por que, sabendo disso, eu ainda não ‘resolvi o problema’? Bom, pra começar porque esse é um vício bem comum, nuuuuuuuunca tive uma cliente que não precisasse comprar partes de cima. Sei lá, acho que somos todas um pouco viciadas em comprar: shortinho, vestido, saia, calça jeans e fim. No meu caso, eu até tenho muita jaqueta (jeans, de couro, de chuva, de tecido tecnológico…), kimonos, casaquinhos, cardigãs… mas e as malditas blusas? Cadêêê? Pensei aqui rapidamente o porquê desse eterno problema e cheguei a algumas conclusões:

* Não existem boas marcas de tops (top como antônimo de ‘bottom’): tirando os básicos, que eu já dei a dica aqui de onde eu compro, não existe loja só de blusa. Existe loja só de camisa (mas eu uso pouca camisa, não é muito o meu estilo, não justifica ter um monte!). Sinto falta de boas estampas, bons tecidos, caimentos espertos e sobretudo: PEÇAS DIFERENTES! Tudo tão igual, meodeusdocéu! Já as peças de baixo são muuuito mais fáceis: uma infinidade de marcas de jeans, um outra infinidade só de vestidos, mais um tanto com boa alfaiataria (pra calças e saias), muitos modelos e tecidos legais pra saias e shorts… parte de baixo é moleza pra mim!

* Caimento brasileiro: As blusas no Brasil tendem a ser curtas demais pro meu gosto, isso porque sou baixinha, hein?! Mas é que eu não curto aquele tamanho bem na altura do cós, aquela que quando a gente levanta o braço aparece a barriguinha ¬¬ ODEIO! Odeio também as justas demais, mas, aparentemente, as brasileiras amam!

* Preço: Uma boa blusa custa uns R$280,00 nas lojas que eu gosto. Putamerda! Não dá pra comprar um monte de uma vez, né? Tem que ir com calma… e aí, numa dessas, acabo tendo poucas.

* Tudo igual, todo dia: Por fim, eu realmente fico buscando modelagens diferentes, um corte mais legal, um decote diferentão, uma amarração louca, sei lá, gente, mas alguma coisa mais charmosa tem que ter, né? Mas acho dificíííílimo!

Dito tudo isso, eu te pergunto: onde você compra blusas? Cadê as marcas legais? Ou você taí no mesmo perrengue que eu? 😀

Comente no facebook

comentários