Vamos Falar Sobre Nude?

Sinto calafrios, frio na espinha, tontura e pavor quando ouço alguém falando coisas como ‘a cortina da minha casa é nude‘ ou ainda ‘pega pra mim essa saia nude’. Nude não é uma cor em valor absoluto, tipo branco, nude só existe em comparação.

Se você diz que uma sandália é nude, você tá dizendo que ela é da cor (ou bem próximo) da sua pele. Se uma sandália é nude pra mim ela não é pra minha irmã, que é morena, e também não é pra uma pessoa negra. Entende? Nude é sinônimo de cor da pele e nesse tema não há cor absoluta, obviamente e graças a deus. Não existe um nude, ponto final, assim como o lápis de cor que a gente chamava de ‘cor da pele’ na infância… lápis de cor que é ‘cor da pele’ tem que ter mil cores.

As pessoas estão com mania de chamarem o rosa super clarinho de nude. Gente, não pode! Eu nunca falo que ‘não pode’ mas isso não pode, é racismo!!!

Então, vamos combinar que sempre que a gente usar o termo ‘nude’ a gente vai usar comparando ele com a cor da pele de alguém, não existe uma única cor de pele – óbvio – e não existe uma única cor nude. Tanto é que Louboutin criou a ‘The Nude Collection’ com scarpins com vários tons de pele para atender várias etnias.

nude 1

E, pra finalizar, é sempre bom lembrar que sapatos que são próximos do tom da nossa pele são super alongadores. Eles são uma ótima solução pra quem não quer/não pode/não gosta de salto mas quer manter a idéia de silhueta longilínea. Eu amo, uso demais, ando viciada em baixo contraste. Quem me segue no instagram (@thaisfarage) já sabe, né? 😉

Comente no facebook

comentários