8 Desejos Pós-Gravidez

Tô já passando da fase de sonhar com as coisas de grávida e não-vejo-a-hora de me libertar do barrigão e poder fazer algumas coisas (simplérrimas) que andam impossíveis nesse finzinho de gravidez!

7 desejos pós partoFoto: Eder Bruscagin

São elas:

• Usar salto alto – nem sou a maior fã de salto, não uso todo dia e detesto os enormes e vertiginosos. Maaaas, ai, que saudade de colocar um scarpin preto, um jeans boyfriend, uma camiseta e estar pronta! Tô com muita saudade dos meus sapatos (lindos!) de salto. Não vejo a hora! E sim, sei que talvez demore um pouco depois do Miguel nascer porque, né, quem vai ter coragem de carregar no colo um neném lindo e gostoso e usar salto? Vou ter medinho de cair, hahaha, mas gosto de pensar que sem o barrigão já vai ser mais fácil..

• Calça jeans skinny – também vai demorar porque eu não vou, tão cedo, caber nas minhas roupas, tô sabendo. Mas quando vejo alguém de jeans justinho na rua eu até suspiro… que saudade das minhas calças justinhas!

• Caipirinha de sakê – essa, acho eu, será o desejo que maaaais vou demorar a realizar porque, sim, vou amamentar. Certamente vou ficar bêbada com um drink assim que eu puder voltar a beber, hahaha.

• Academia – PASMEM! eu tô morta de vontade de voltar a malhar, eu sempre gostei, na real, mas aí passei uma fase (ano passado inteiro!) super enjoada de esteira/musculação/spinning. Agora tô com tanta vontade de voltar que fico vendo vídeo da Gabriela Pugliesi, hahaha.

• Mobilidade – Nunca vi ninguém contar como foi delícia voltar a se mexer com facilidade, amarrar o sapato em dois segundos (hoje em dia é um drama, haha), sentar em qualquer lugar, agachar de qualquer jeito, enfim, nunca vejo ninguém dizer que depois de parir foi uma delícia ter de volta toda o seu balacobaco. Mas eu penso muito sobre isso, até sonhei outro dia que eu voltava a abraçar as pessoas primeiro, antes da barriga! Hahahaha. [e nem posso reclamar porque não to ainda sem posição pra dormir, não levanto a noite pra fazer xixi, não fico com cãimbra e nem dor na coluna!].

• Voltar a fazer xixi em turnos normais e não precisar SEMPRE pedir pra ir ao banheiro, aonde quer que eu vá. Não ficar íntima de todos os banheiros do shopping, de todos os andares a cada pesquisa de loja pra alguma cliente!

• Cremes everywhere – Só consigo pensar na pilha de coisas que ganhei e ainda não pude usar e na quantidade de cosmético asiático que eu quero testar e não tô podendo. Hahaha. Mas nenhuma saudade da minha pele pré grávida – agora tá muuuuito melhor. Assim como meu cabelo, que vou morrer de saudade, já tô sabendo!

• Voltar a ser invisível – Todas as mães me falam: depois que o neném nasce ninguém mais olha pra você! Elas falam em um tom de reclamação e eu ouço em tom de alívio. Eu sou mineira, do interior e por mais desenvolta que a vida tenha me feito (haha), eu curto ficar quieta, na minha, sem ficar todo mundo olhando pra minha barriga o tempo inteiro. Eu adoro ir no supermercado sem ter que contar pra caixa, pro empacotador, pra moça que pesa as verduras e pro cara do açougue que, “sim, já sei o sexo, é menino, vai chamar Miguel e nasce em outubro. Não, não tive enjôo, sim é o primeiro, não, não inchei muito ainda..’. É claro que acho fofo e me comovo com o carinho dos estranhos (<3) mas é claro que também canso de repetir as mesmas coisas e, às vezes, canso de ser ‘a barriga’. Dá pra entender? Não sou a pessoas que puxa assunto na fila ou que faz amigos na sala de espera, hahaha. Não quero parecer chata e ingrata, mas eu gosto mesmo de ser a Thais – eu mesma; na gravidez eu sinto que todo o mimo e atenção não é pra mim, é pra barriga, pro neném, pra vida que está pra chegar a qualquer instante. E eu fico muito feliz também, acho muito comovente como as pessoas já me olham sorrindo, como todo mundo me deixa sentar primeiro, me traz sobremesas (hahaha!) e até tem mais paciência com as minhas implicâncias. Mas cansa! Outro dia tava na fila segurando dois panos de chão e umas laranjas e o cara atrás de mim NÃO ME DEIXOU segurar as MINHAS compras. Que inferno! Eu não tô doente, não sou louca, não te conheço, me deixa! Eu gosto muito de ser mimada pela minha família, pelo meu marido e fim, todo o resto do mimo me irrita profundamente. 😛

Portanto, vai ser lindo e maravilhoso quando o Miguel puder receber, por ele mesmo, tanto amor e carinho! E eu, em paz, vou voltar a ser só eu – claro, em nova versão, mas eu mesma! 😀

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

assine a newsletter farage.inc ❤

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

thais farage

CNPJ: 14 552 312/0001-12 | Farage Inc
2021 © Todos os direitos reservados.