ANALISANDO CRUELLA DE VIL

Juliana Moreno de Paiva para Farage.Inc

Lançado no dia 28 de maio, o filme Cruella, do diretor Craig Gillespie, encheu os olhos de quem ama moda com a origem da vilã mais bem vestida da Disney. O cenário é Londres dos anos 70 com muita inspiração punk, de referências à estilista Vivienne Westwood à trilha com Blondie, The Clash e Queen.

Diferente da vilã da animação de 101 dálmatas toda elegante e cheia de peles, essa Cruella é mais ousada, total punk rock. Já se mostrando uma mulher transgressora frente a moda à la Dior dos anos 50 e 60 de vestidos feitos de tafetás e cetins ​muito bem cortados e ajustados.

Cores

A semelhança entre elas é o icônico cabelo e a paleta de cores preta, branca e vermelha – que já são indícios da personalidade da personagem.  Quer algo mais contrastante quanto branco e preto? Cores sempre relacionadas à claro e escuro, luz e sombra, começo e fim, bem e mal… e mais do que isso esse contraste aparece no cabelo, em cima da cabeça, mostrando que existe um conflito, uma dualidade na personagem que até tem nome Estella e Cruella. O vermelho traz ousadia, força, poder, impacto, ele chama a atenção além de estar muito relacionado a paixão e a vingança. Essa paleta mostra muita dramaticidade, força, intensidade e ímpeto. 

Por mais que a paleta seja a mesma sendo ela Estella ou Cruella, a diferença transparece nos tipos de roupas. Estella usa roupas de veludo e renda, tecidos mais maleáveis, com formas mais arredondadas. Ela não usa tanta maquiagem, quebrando um pouco a força com informações mais delicadas. O vermelho aqui é menos intenso e mais escuro, no cabelo cor de cereja, mostrando as mesmas informações, mas mais suaves.

Materiais e modelagens

Já Cruella usa muito couro e vinil, que são tecidos mais rígidos. Ou ainda modelagens mais estruturadas, uma maquiagem mais forte dando a ideia de maior rigidez, distanciamento, imponência e segurança. E o vermelho aqui é mais intenso salientando ainda mais essas informações.

A figurinista Jenny Beavan

Desde o início do filme podemos ver como o figurino de Jenny Beavan é de tirar o fôlego e complementa a identidade de cada um dos personagens. A figurinista coleciona dez indicações e duas vitórias no Oscar, por “Uma Janela Para o Amor” de 1986 e “Mad Max: Estrada da Fúria” de 2015. Todo esse universo cria um hiper-realismo, tornando delicioso observar a transformação de Estella à Cruella, mostrando como essa vilã foi criada pelas circunstâncias.

A escolha da figurinista não poderia ser melhor. Assim como Cruella, Jenny Beavan abraça ser quem é sem se desculpar por isso. No Oscar de 2016, vestida de calças jeans, jaqueta de couro fake com uma caveira em chamas bordada nas costas e botas em meio a todos os vestidos longos de gala, ela recebe seu Oscar de melhor figurino. Uma atitude muito punk à la Cruella.

37 comentários em “ANALISANDO CRUELLA DE VIL”

  1. Tat Yonamine

    Ju, muito legal esse comparativo. Eu adorei os looks do filme, mas não tinha feito essas relações, depois de ler o seu texto, fez total sentido pra mim! Estou adorando a forma como vc consegue abordar moda com filmes e outros assuntos! <3

  2. Bruno Andrioli

    Uma excelente análise de um excelente filme. Parabéns, Ju!
    Gostaria de sugerir que fizesse uma mesma análise do figurino da Baronesa. De repente rola algo tão legal quanto esse da Cruella.
    Parabéns de novo. 😀

  3. Agora vou ter que assistir! Tenho amado análises de figurino, ver a história que eles contam, quero outras!!
    Parabéns pelo texto, Ju!

  4. Arethuza Mariotti

    Que análise completa! Amei tbm o comparativo do figurino entre a primeira versão do filme e essa! Quero rever o filme,agora com outros olhos.

  5. Um texto gostoso de ler, com um estilo leve e didáctico para apresentar a relação da personagem, o figurino e a figurinista! Arrasou!!!!

  6. Thiago Souza

    Excelente análise! Quem viu o filme pôde observar alguns desses pontos, mas com certeza só assistindo novamente para ter essa riqueza de detalhes muito bem colocados.

  7. Fabiana Sayão

    Muito bom texto!!! Adorei sua analise, deixou o filme muito mais interessante! Vou ate assistir de novo!!! 😁

  8. Ricardo alexandrino

    Excelente análise! Muito explicativa, para quem não tem familiaridade com o universo da moda. Parabéns!

  9. Patricia Ballone

    O filme é maravilhoso, desde a trilha sonora, looks e elencos.
    A análise que fez JU, é maravilhosa e trouxe detalhes que não percebi da vez que assisti, vou assisti novamente agora..!!!
    PARABÉNS.

  10. André Petrucci

    Sensacional! Seu texto tá demais, Ju.
    E o filme é muito bom! Desde a trilha sonora, até os looks e o elenco. A produção tá excelente! Parabéns pelo conteúdo e pela sua análise 👏👏👏

  11. Incrível!!!
    Análise perfeita!
    De quem sabe, tem conhecimento competência, domina e faz com amor!
    Parabéns!

  12. Parabéns pelo texto Juliana!! Incrível a forma como você relacionou a moda e o filme, que ainda não vi, mas vou assistir com certeza!!! Gostaria de ler mais textos desse com outros filmes!

  13. Wellington Lima

    Muito bom a análise de figurino e sua relação com a ideia do personagem…me deu vontade de até assistir o filme…Juliana sempre atenta aos detalhes e de uma forma fantástica explicando para gente na forma deste excelente texto!!!Muito sucesso!!^^

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

assine a newsletter farage.inc ❤

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

thais farage

CNPJ: 14 552 312/0001-12 | Farage Inc
2021 © Todos os direitos reservados.