CDE • 3 Dicas Para Se Vestir Na Gravidez – Parte 1

Várias explicações pré post. Primeria: CDE = Consultoria de Estilo, que fica muito grande escrito por extenso e acaba ficando feio no título. Sou uma pessoa visual, me deixem, hahaha. Segunda explicação é que o post é ‘parte 1′ porque vou dardicas pra quem tá no início da gravidez. Quando eu tiver no fim ou pós grávida eu faço outro com dicas pra barrigão giga. :))

Então tá, ninguém me contou que meu corpo ia começar a mudar antes mesmo de eu saber que estava grávida. Aliás, uma das grandes pistas foi que cheguei de madrugada de uma balada, fui tomar banho antes de dormir e tomei um mega susto com o meu peito: que tava maior e pontudo (à la Madona). Aí depois disso a mudança foi muito rápida. Muito! Antes dos 3 meses a minha cintura já tinha desaparecido e meu quadril aumentado. Eu nem tinha engordado ainda, nessa fase eu emagreci!, e já não cabia nas roupas. É muito louca a coisa toda, como eu já disse, eu achava que ia demorar 6 meses até começar a perder roupa, tsc, tsc, tsc.

O post hoje é então pra ajudar as futuras grávidas e as que acabaram de descobrir o neném (êêê! parabéns!) a fazerem o guarda roupa render um pouco mais. E também a já adiantar algumas compras que serão super necessárias. Pouca coisa que muda tudo!

 Cintura Baixa = BFF

Há um tempo eu não sou mais tão fã de cintura baixíssima. É fato comprovado que calça com cintura na cintura (hehe) ficam mais anatômicas e confortáveis. Eu, praticamente, só tinha roupa cintura normal. Maaaaas, assim que o corpo começa a mudar a cintura baixa vira sua melhor amiga. As únicas peças de baixo que ainda me servem são as que eram bem baixas e mais larguinhas: shortinhos e saias. Não adianta, por exemplo, uma legging se a cintura for bem em cima do umbigo, pra mim isso foi a primeira coisa que começou a incomodar, porque o elástico/cós ficam exatamente no meio do crescimento da pancinha. Achei horrível. Cintura baixa fica embaixo do neném e servem durante mais tempo. :))

como se vestir na gravidezSaia jeans Zara Kids (!!!!) que ainda me serve pq é bem baixinha e calça de couro que ainda me serve porque é baixa e comprei um pouco mais larga na época… 

Não à toa, a maioria de calças jeans para grávida – uma bênção! – são super baixas e com o cós – super alto – de elástico bem molinho. Ou seja, a parte ‘dura’ do jeans termina no pé da barriga, mas pra calça ser possível na vida real, um tecido bem elástico e gostoso (parece uma lingerie!) começa logo em seguida. O ‘elástico’ ajuda a segurar a barriga, sinto ela mais protegidinha, hahaha e também faz a calça ficar no lugar, né?! Eu era bem contra esse jeans de grávida, achava tudo feio e cafona, mas consegui comprar duas bem lindas nos EUA que ninguém diz que tem esse elástico (que eu escondo, claro!).

No Brasil, tem a da Caricatura Jeans – marca mineira que aaaamo! Ganhei uma deles e também uso muito. A diferença é que o elástico é bem firme, não é molinho. Mas também é ótimo porque mantém a barriga mais guardada, sustentada. Quem morar longe e ficar afim da calça recomendo entrar no site e dar uma ligada na loja, não sei como funciona mas talvez eles vendam por telefone – não vi loja online, uma pena! PS: os preços de lá costumam ser bem bons ao contrário de lojas com roupa de grávida no Brasil!

calça jeans para grávidas 1Calça com Elástico Caricatura

 Calcinha e Sutiã

Adeus calcinhas string, adeus calcinhas pequenininhas, adeus sutiã ‘decorativo’ hahahaha. Pra quem o busto fica muito maior (tipo eu), faz diferença ter sustentação. mas a dica é sempre a mesma: tentar resolver um problema de um jeito que você também se sinta bonita. Tentar não só “cumprir a tarefa de sustentar o peito e não ter dor nas costas”. Vai ter quem não se importe com a estética e tudo bem. Eu curto lingerie bonita, entao mantive assim na gravidez.

As calcinhas vão precisar ser mais grossa e, de preferência de algodão (mais saudável!). Não precisa comprar mil rendas (mas eu comprei, amo! haha) e nem usar calçola de vó. Tem vários modelos com a lateral larguinha que já tem o bumbum menorzinho (até fio dental!) e corte a laser. No Brasil dá trabalho pra encontrar mas é possível. No pior dos mundos, compra lisas e de modelagem básica, já fica bem bom. Pra não marcar na legging, no jeans, no vestido, na roupa de academia e em tudo mais, curto essas da Hope. Mas sei que o assunto é polêmico e tem gente que o-d-e-i-a fio dental e não usa nem morta. Mas tem também variações com o mesmo corte eletrônico, que marcam muuuito menos que as outras – mas pra não marcar nadinha em roupa muito justa, só fio dental, mesmo.

Calcinha corte eletrônico modelagem convencional. Modelagem tanga. Curto as da Hope mas também nunca testei outras, quem quiser sugerir deixa nos comentários e eu atualizo aqui. :))

Sutiã já vai depender mais do seu tamanho de peito. Eu usava tamanho 42 pré-Miguel e agora uso 44. Não é um crescimento absurdo mas foi o suficiente pra eu não me sentir mais confortável pra usar meus tops de renda e tule (chuif!) e nem sair mais sem sutiã, só de Lib. A verdade é que eu to com medo do meu peito ter uma queda vertiginosa, confesso, e tenho usado sutiã até pra dormir. #mejulguem. Pra vida normal eu só aumentei um número e passei a usar sutiã com bojo mas muito frufru, tipo esse ou uns básicos da Sloggi que AMO!. Não aumentam o peito e o bojo é fininho, só pra não ficar de farol acesso – porque o farol tá mais alto, hahahahahaha. Pra ficar em casa e dormir vale uns mais tranquilos, tipo esses sem arame ou tops da Lupo (esse ou esse).

Aqui tem milhares de sutiãs com mais sustenção – e vários legais e bonitos, tem até renda! 🙂

Roupas Justinhas

Cada pessoa vai ter uma necessidade e a coisa mais legal da Consultoria de Estilo é poder, justamente, pensar na necessidade individual de cada cliente. Mas, como o post é mais genérico e eu acabo falando sobre as minhas escolhas,  vou dizer que indico usar roupas mais justinhas. Essa dica vai funcionar pra quem curte esse estilo. Eu, pessoalmente, não vou usar bata, vestido largo, nada disso. Mas acho que tem gente que curte mais o mood conforto e dá pra usar tudo isso de boa. Mas aí você me contrata porque só por escrito vai ficar muito difícil de ajudar, hehe.

Em consultoria a gente, junto com a cliente, descobre qual é a prioridade dela na vida (podem ser várias!). Uma das minhas vááárias é impacto, hahaha, eu gosto de causar, fazer o quê?! Eu não ligo de chamar a atenção pelo exagero, mas não curto muito a vibe sexy. Portanto, quando digo que tenho usado coisas justinhas é pra falar da roupa que fica bem próxima ao corpo mas me apertar demais, nem me fazer parecer que to usando uma roupa que não me serve mais.

Minhas escolhas: short mais larguinho (mas curto, hehe) com camiseta de manga longa porém justinha. Ou ainda calça jeans justinha com regata mais soltinha na parte de cima… É um jogo que sempre fiz, mas evitava a parte de cima muito justa, achava feio. Agora eu gosto porque a barriga fica bonita. 🙂 Tenho gostado MUITO de vestido de manga longa justo, mas não na vibe ‘justo como lycra’. Justo tipo algodão, linha, lã e afins. Tá friozinho, né, então tá bom de usar.

Meia calça já era muito minha amiga e agora é indispensável, amo! Aumentei um número e uso ela tipo vovó, beeeem alta.

Ah! E pra dar uma disfarçada na falta de cintura que tá rolando, uma terceira peça – casaquinho, jaqueta, colete… – é a melhor coisa.

como se vestir da na gravidez 2Justinha e Com terceira peça! :))

Prometo que, em breve, faço um mural de referência só com grávida estilosa pra gente se inspirar, tá?

:))

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.