Medo de Dirigir – Eu Tenho (Tinha?)

Pra quem tá chegando agora: Oi, meu nome é Thais e eu superei o medo de dirigir – pausar pra dancinha da vitória! \o/ Vai ver é alguma coisa meios de transporte, hahaha, porque eu também tenho medo de andar de avião, como já contei aqui. Falei sobre carro e medo de dirigir lá no snapchat (faragethais, me segue aí!) e um montão de gente pediu pra falar mais. Então achei que valia o post. 🙂

Pra começar, eu só tirei carteira de motorista – ou habilitação, como chamam os paulistas – em 2013, com 29 anos. Atrasei 11 anos nessa história porque eu achava que não ia ter carro nunca (ariana louca, hahaha) e eu já sabia que dirigir não era lá meu maior talento. Enrolei o quanto pude. Mas aí mudei pra São Paulo, Rapha e eu compramos um carro e morávamos em perdizes. Digamos que a coisa começou a ficar bem mais difícil…

Sei lá como, decidi entrar na auto escola. Fui, fiz o processo todo bem rapidinho, passei de primeira em todas as provas, inclusive na prática e pensei: tô pronta! Mas, claro, eu não estava. Meu marido e eu combinamos que quinta feira era o dia que eu TINHA que ir pro trabalho de carro, hahaha, era minha obrigação. Sentava no volante e suaaaaava. Tirar o carro da garagem e já suaaaaava. Chegava no trabalho exausta, com maquiagem borrada, como se tivesse ido a pé, hahaha. No sinal vermelho? Nem respirava. Mudar de faixa? Já me dava vontade de chorar. Aí, em um dia fatídico, um infeliz bateu em mim. Foi uma bobagem, uma batidinha de nada, mas eu sofri super e parei de dirigir. Paralisei, mesmo.

Tempo passou, engravidei, Miguel nasceu e aí, meu bem, a coisa ficou MUITO MAIS complicada. Neném, carrinho, bebê conforto, mil bolsas e taxi. Foda. Nesse meio tempo trocamos de carro, optamos por um automático e eu me obriguei a voltar a dirigir. Ter filho, morar em SP, carro na garagem, habilitação e não dirigir era surreal, me sentia muito mal comigo mesma. E aí fui me obrigando. Primeiro só saia com o Rapha do lado, depois ia só no supermercado e voltava, agora já vou mais ou menos pra todo canto. Não sei ainda estacionar direito, hahaha, então só vou pra onde sei que tem estacionamento/valet. [podem rir! haha].

medo de dirigir 2Essa sou eu! Hahaha

A verdade, verdadeira é que eu ainda morro de medo, ainda fico nervosa, mas não fico mais suada/descabelada/make borrado, hahahaha. Eu fico com um medinho controlável, não me paralisa mais. Carro automático ajuda muito, demais, se me der um carro de câmbio manual eu provavelmente não dirijo… é muita coisa pra prestar atenção, gente: marcha, embreagem, seta, pedestre, bicicleta, moto, carro, semáforo. Impossível. Fora o pânico do carro descer no morro, no fucking way.

De resto, eu vou devagarzinho – vivem buzinando pra mim, hahahaha, tô-nem-a-aí -, sou super certinha e generosa – dou vez pra todo mundo, não faço nada sem dar seta e também fico de olho em tudo e todos a minha volta. E, sei lá, tem dado certo. 😀

Mas ó, melhor sensação do mundo: superar os medos que a gente tem. Não tem fórmula, não, mas acho que ir pensando racionalmente sobre o medo, ir olhando pras outras pessoas (todo mundo dirige, gente, até as pessoas mais malucas que a gente conhece!!!!) e, aos pouquinhos, ir fazendo algum caminho maior, um caminho novo. Juro que é possível.

E rezem pra eu continuar assim, arrasando na direção, hahaha.

4 comentários em “Medo de Dirigir – Eu Tenho (Tinha?)”

  1. Também passei uns 3 anos com a carteira de motorista inutilizada. Tinha pânico de dirigir, se sabia que precisaria fazer isso no dia seguinte, passava a noite acordada planejando todo o caminho, onde estacionar, se ia pegar trânsito, rampa… Até que um dia estava mega atrasada pro 1o dia em um estágio, e o carro parado na garagem… No desespero fui dirigindo, e percebi que chegava muuuito mais rápido, e sem suar no ônibus… Aí fui devagarzinho superando meu medo, inicialmente só pro estágio mesmo, e depois pra alguns lugares conhecidos, com estacionamento ou manobrista. Com o tempo perdi o medo, comprei meu próprio carro, e com ele me sinto segura pra ir pra qualquer lugar, já inclusive fiz viagem pra outro estado. Minhas amigas dizem que eu sou uma excelente motorista, e estaciono muito bem =D Tô na torcida por vc, com certeza com o tempo isso melhora e ja já você vai estar por aí fazendo baliza!

  2. Me identifiquei demais! “Venci” o medo e até tenho prazer em dirigir quando somos só eu e a estrada, mas o transito aqui do Rio ainda me deixa tensa e não é pra qualquer lugar que vou. Faço os trajetos mentalmente ou via Google maps mil vezes e esse antes me deixa mais nervosa do que quando estou no volante.

  3. Eu também tenho esse medo! Tenho a cnh há _anos_, e mesmo assim fica parada… serve como RG! Hahaha. Quando morava com meus pais era um parto, precisava de carona pra tudo. Então saí de casa e vim morar do lado do metrô! =P Tem funcionado, pego sempre o contra-fluxo (poder fazer a maioria dos meus horários também ajuda) e um táxi dificilmente passa de R$20. Mas às vezes faz falta dirigir… está nos meu planos!
    Falando em planos, eu sei que você é MEGA atarefada (te sigo em todas as redes sociais, haha), mas já ouviu falar do “101 coisas em 1001 dias”? Eu já vi em alguns blogs e até comecei o meu. Me ajuda a não deixar eternamente pra lá coisas que eu quero fazer.
    Ah, e conta mais sobre o seu caderno de organização?! Please!

  4. Cris Oliveira

    Que linda 👏👏😊😊 esse sentimento de superação ” eu consigo” da uma satisfação enoooorme Thais 😃😃 parabéns linda e o negocio é enfrentar nosso medos 😘

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.