MTDF em NY: Dias #15 e #17

Gente, e agora essa moda do blog sair do ar? Provedor lixo, socorro! Bom, enquanto eu penso sobre o que fazer em relação a isso [na volta pro Brasil, obviamente] vamos seguindo aqui e rezando para não acontecer mais! Tô já confusa na contagem dos dias, das novidades e preciso continuar meu guia de compras! Me enrolei mega, affe!

Hoje vim dar notícias dos meus dias que andam mega intensos, porém, com poucas fotos. Mas vamos aos poucos para eu não esquecer nada e nem me perder a hora da missa no Harlem – sim, hoje será dia de Harlem ♥.

Dia #15 

Acordei com preguiça da vida e sabendo que dia #16 seria o dia mais cansativo da viagem pois era hora de Woodbury [que esperamos para ir no feriado de Columbus Day, com mais descontos].. Sobre o outlet eu vou contar em um outro post, essa epopéia merece exclusividade, haha. Bom, daí que a quinta foi um dia super tranquilo! Acordamos tarde e já fomos direto almoçar no Tacombi: mexicano delicioso, indicado pela minha amiga Luanne. Além de delícia ele é super bonitinho, amei! Lá recomendo o Corn Esquites [entradinha com milho e uns molhos apimentados, yummy!], o Taco Barbacoa [taco no Brasil é de massa durinha, né? Aqui é mole, hehe] e para beber peça uma Chelada [cerveja com gelo, sal e limão]. Muuuuito bom! Voltarei com certeza.

tacombi_1Fachada e bar do Tacombi, fotos tiradas do site.

tacombi_2Feliz da vida com a minha Chelada and Kombi vermelha e branca, fofinha, no fundo. 🙂

De lá fomos para o New Museum ver a exposição Chris Burden – Extreme Mesures. Sinceramente? Fiquei com vontade de ver de novo, de um jeito melhor. Achei a exposição muuuuito mal montada, nunca achei que fosse falar isso do New Museum, mas achei! Primeiro porque os vídeos eram projetados numa espécie de ‘corredor’ onde as próprias pessoas do museu ficavam passando sem parar, na frente da projeção, abrindo e fechando uma porta mega barulhenta, do lado do elevador que faz um super barulho quando abre e fecha a porta, ou seja: impossível, impossível, impossível ouvir o que era dito no vídeo! E os vídeos eram uma parte super importante. Foi bem frustrante. Além disso, as outras obras estavam com nomes/explicações meio perdidas, super confuso! Preciso ver o Chris Burden de um outro jeito porque fiquei SUPER interessada e curiosa.

new_museum_1

Dia #17

Dia de acordar cedo e ir visitar Roosevelt Island, tava um dia super lindo de sol e sinceramente não estávamos com muita expectativa pro programa mas foi incrível. Sabia que dá pra chegar lá de bondinho? Aliás, essa é pra mim a grande dica da viagem! Vá para a Roosevelt Island de bondinho! É lindo, a vista de Manhattan é maravilhosa, custa nada – para quem tem o cartão do metrô, para quem não tem custa uma passagem de metrô: $2,75 – ele fica indo e voltando sem parar, portanto, não rola espera e não tem fila [acho que pouca gente sabe desse bondinho!]. Amei, fomos, andamos pela ilha [que é micra] e voltamos também de bondinho. Lindeza! Ah, você pega o bondinho na 59th com 3rd.

the bean_1Café da manhã com suco verde (pasmem!) no The Bean. Ah, descabelada o dia todo porque tava um vento bizarro!

2Na rua de casa & vista do bondinho – tem que ir! 
3Dia lindo que fez ontem e a vista de Roosevelt Island.
4Descabelada e o dia lindo. Haha.

Também é desse dia a melhor dica de comida até agora, e oh que foram muitas excelentes! O Obao, restaurante de comida thailandesa indicado por uma ‘nativa’ amiga do Rapha. É simplesmente de-li-ci-o-so! Se você vai depois das 16h e antes das 18h [hehe] o seu almoço + entrada + refrigerante custa 11 dólares [na real, tem umas opções de entrada e outras de prato principal, mas são os mais clássicos da casa.]. Já amei aí, haha. Aí bom, de entrada pedi um frango agridoce tipo churrasquinho [chicken satay] e meu prato principal foi um DELICIOSO Pork Belly with Chinese Broccoli que vinha acompanhado de um arroz de jasmin. Olha, era simplesmente sensacional, tudo super bem servido, com cara de restaurante chique e por 11 dólares. Perfeito, o thailandês mais gostoso da minha vida & é indicado pelo Guia Michelin, tá meu bem?! 😉

0 comentário em “MTDF em NY: Dias #15 e #17”

  1. Thais, me fala dessa cerveja… É gelo, sal. limão e pronto????? Como não tenho planos de ir à NY vou tentar por aqui hehehe 😉

    1. Thais Farage

      desculpa a demorar pra responder, às vezes me enrolo, vejo no celular e esqueço! :)))

      ó eu achei uma receita aqui http://drinksbaladaseafins.blogspot.com/2013/05/michelada-da-michelle.html

      No mexicano da cobal do humaitá, no rio, eles servem com o nome de Michelada. Aqui nos eua a Michelada tem pimenta e molho inglês, tipo um bloody mary. Delícia também. Mas, a que tomei mesmo foi a chelada: cerveja com pedras de gelo e na borda da caneca sal e limão.

      Se fizer e der certo me conta! :*

    1. Thais Farage

      a bolsa é da Kate Spade! <3 vou até fazer post sobre ela, comprei aqui, no Woodbury – aliás, vc precisa ir, viu, vale muito a pena! vou fazer post de tudo isso, hahaha.

    1. Thais Farage

      mulher, faz listinha de compras e respira fundo nas farmácias porque é dureza. até parei de entrar, hahaha

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

assine a newsletter farage.inc ❤

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

thais farage

CNPJ: 14 552 312/0001-12 | Farage Inc
2021 © Todos os direitos reservados.