O Tal do Detox

4002cc8c728e135b2ee9d637ae98b385

Eu falei lá na fanpage do blog que estava cogitando, pela primeira vez na vida, fazer um detox. Não sei se consigo porque acho o negócio muito restritivo e chega uma hora que já to morta de preguiça de ficar fazendo malabarismos na cozinha. Choveram comentários, dentre eles o da Mariana Rodrigues, que deu a dica do meu jantar de ontem: Spaghetti de pupunha com molho de tomate. Eu N-U-N-C-A tinha ouvido falar que vendia palmito pupunha cortado em forma de spaghetti e que ele enganava bem a vontade de comer uma massinha. Além disso é moleza de fazer, fica delícia e tem quase nada de caloria. Win win situation.

detox 1

Portanto, convidei a Mari pra dividir aqui no MTDF algumas outras receitinhas que ela curte – ela faz sempre o tal do detox, gente. Bapho. Hahaha. Com você, as dicas da Mari.

“Não sei vocês, mas, além de aproveitar cada segundo dos últimos dias de recesso, domingo, dia 05, eu decidi me despedir da jaca. Na segunda-feria de manhã cometi o super erro de pular o café da manhã – culpo minha geladeira, que, depois do recesso abrigava esses dois únicos itens: meia garrafa de vodka e um pote de margarina – mas enquanto ia pro trabalho tomei uma decisão: tenho que mudar! 

Tá, acho que isso todo mundo pensou. Mas… como é que recomeça o ano descentemente depois dessa orgia gastronômica e bebebônica toda? A resposta sempre é a mesma: DETOX.

Tenho algumas receitinhas que sigo sempre que preciso (e que já despiu meu popô das celulites que ali habitam uma vez que decidi seguir a tal dieta por um mês todinho). Não é fácil, mas também não te obriga a viver de suco de limão ou de bisteca por um mês. Não dá dor de cabeça, fraqueza ou mal estar. Quer saber o que mais? Dá a maior disposição.

O negócio é simples, curto e grosso. Siga o que vou te dizer e seu bom senso (não vá comer um kilo e meio de berinjela com meio litro de azeite, pfvr) por quantos dias achar que seu corpo precisa pra se recuperar – eu faço por 10 dias.

1) Suco detox: tomar todos os dias em jejum e à noite, 40 minutos antes de jantar. Receita: meio pepino, 3 folhas de couve, 2 talões de salsão ou erva doce, meia maçã, 2 fatias de abacaxi, 1 fatia grossa de gengibre, 1 limão espremido, hortelã à gosto, 2 copos de água e muito gelo. Bater tudo no liquidificador, o que dá, em média, 1 litro de suco, dividir em 2 doses de 500 ml e mandar pra dentro. Se quiser adoçar, use stevia (adoçante natural ou mel). Pra quem não tem tempo ou disposição pra acordar 20 minutos mais cedo, sugiro o suco detox monstro da marca “do bem”, mas escolher uma das opções é fundamental, certo rapaziada?.

detox 2

2) Eliminar: pão branco, carne vermelha, lactose, café, refrigerante, açúcar e adoçante com aspartame, álcool, cigarro e junk food em geral.

3) Incluir: pães e grãos integrais, peixe, tofu, chá verde, água, stevia, frutas e verduras.

4) Sugestões: (pra ver o passo a passo, google e criatividade, ok pessoal!?):

– Ceviche: peixe branco ou salmão em cubos, queimados no limão por 5 minutos, acrescentar alecrim (ou outra erva que preferir), tomate picado, cebola picada, alho, pimenta do reino e sal (pouquinho).

– Spaghetti de palmito pupunha: palmito fatiado em tiras fininhas (vende em bandejinha no pão de açúcar) ferver até ficar al dente, com sal. Depois disso, acrescentar um molho de preferência. Pode ser de tomate (artesanal) com tomates inteiros e bastante manjericão. Com azeite e alho. Um pesto light com menos nozes, etc, etc. Eu, Thais, hahaha, indico ver Rodrigo Hilbert preparando pra aprender bem direitinho. #todasmorre.

– Berinjela, abobrinha ou pimentão recheados com proteína de soja no molho de tomate e ervas finas.

– Babaganuche com pão pita integral: berinjela é uma delícia e não tem nada de caloria.

– Pasta de tofu de ervas finas, pra comer com torradinha integral na hora que a fome apertar.

– Bruschetta de pão integral com berinjela, tomate, manjericão.

– Suco de melancia gelada com gengibre (bater a melancia picada com uma fatia grossa de gengibre, com semente e sem água).

– Omelete de clara com legumes cozidos picados: vale cenoura, couve, ervilha, beterraba, tomate, quanto mais, melhor.

Além disso, beber muita muita água e incluir alguma atividade física na rotina. E se alguém tiver sugestões, por favor, manda pra gente, ainda temos um verão todinho de pernas de fora pela frente! 

No mais, Thais, bonita, obrigada pelo convite. Sucesso total começar o ano escrevendo pro MTDF 😉

Mariana Camargoadvogada analista de projetos sociais e culturais. Email:  [email protected]

Eu que agradeço, Mari.

Pois bem, por enquanto é isso. Enquanto eu tento daqui e fuço mais receitinhas na internet (escreve ‘detox’ no google que aparece uma tonelada de idéias!) vocês me digam aí se tem mais alguma dica. Beijos e não exagerem nas restrições alimentares, muito triste ficar com desejo de comer as coisas, hahaha.

2 comentários em “O Tal do Detox”

  1. Anna Camila

    Uma ótima opção (pra detox e pra vida) pra quando a vontadinha de doce apertar é o famoso SORVETE DE BANANA!
    Congela a banana (beeem madura) descascada e picada.
    Quando a vontade bater, tira a banana uns 10 minutos antes pra não correr o risco de queimar o liquidificador.
    Bata até virar um sorvete! rss
    Difícil que só! hahaha
    Já fiz acrescentando suco de maracujá, morangos, frutas vermelhas, leite de coco…
    E até cacau em pó (sem açúcar, claro!)
    Fica divino e dependendo da fruta, nem precisa adoçar, mas pode colocar mel.
    E pode jogar umas castanhas picadas pra dar um crocantinho!
    É mara!!!

    Ah, e no Pinterest se jogar detox também acha miiiil postagens e idéias de receitas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

assine a newsletter farage.inc ❤

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

thais farage

CNPJ: 14 552 312/0001-12 | Farage Inc
2021 © Todos os direitos reservados.