Para Inspirar: Continue Curioso

Tô numa fase muito louca da vida, gente, não sei o que fazer, não sei pra onde ir. Não posso ficar falando muito disso agora (#misteriosa hahaha), mas uma explico direito as minhas questões. (blog também é diário, néam? hehe).

De qualquer forma, hoje o post é uma indicação da Mel. Amei, é tudo que eu tô precisando ouvir haha! E aí, resolvi dividir – porque, sim, esse é sempre o intuito do MTDF! <3

O site (Continue Curioso) tem vários vídeos/histórias e várias pessoas que resolveram mudar de vida, de trabalho, de cidade, resolveram mudar de direção. E eu escolhi esse vídeo pra postar aqui porque achei gente que mudou total o rumo da carreira (da vida?) e se deu bem é sempre um acalento para o coração.

Toda resposta pra qualquer dúvida que a gente tenha tá do lado de dentro. (…) Será que você tá ouvindo? 

Eu já conhecia o The Hypeness mas não sabia nada sobre eles. Adorei ter chegado nesse vídeo, aliás, já vi 4 vezes seguida. ALOKA! Enfim, espero que inspirem vocês também! 🙂

0 comentário em “Para Inspirar: Continue Curioso”

  1. Thais Farage

    Entonces, Nanda, acho o seguinte: o vídeo não é superficial e nem é uma bobagem. Entendo que você não goste, acho até que ele é um pouco cafona (mas, eu sou e sempre fui do time dos cafonas, hehe) mas superficial não é. São duas pessoas, com carreiras, que resolveram mudar de cidade, de vida e são muito bem sucedidas. E não só economicamente, eles fazem o que gostam, moram onde querem, trabalham com o que escolheram, são donos do próprio projeto. E isso é muita coisa. Mudar de caminho e ser bem sucedido é muita coisa.

    Acredito que o maior luxo na vida de alguém é fazer o que gosta. 99% das pessoas infelizes, sozinhas, mal resolvidas e frustradas que conheço estão nessa por dinheiro, porque fizeram escolhas voltadas apenas para o dinheiro. Quantas pessoas, em cinema mesmo, envelhecem fudidos, completamente sem família, sem amigos porque estava sempre preocupados com carreira/longa/dinheiro?

    Dinheiro é bom, sim. Inclusive o casal do vídeo deve ganhar bastante – é só olhar a quantidade de likes e anúncios que os dois sites tem. E aí, retomando, é um luxo mesmo. A gente vive em um país onde nem todo mundo tem o que comer, como esperar que todo mundo possa escolher trabalhar com o que ama? Com o que faz sentido? Com o que não fere os seus ideais/princípios/caráter? É um luxo, sim. A maioria, infelizmente, tem que ser feliz apenas por ter um trabalho. O sistema é cruel. Tem mais um monte de vídeo lá no site de gente que mudou de carreira também e é feliz pra caramba. E elas me inspiram. Me inspiram mais que gente rica e infeliz.

    Discordo também de quando você diz que eles tentam tornar padrão alguma coisa. Acho que é só eles, a vida deles, o jeito que eles acham bom viver e tão aí dizendo ‘oh, viver assim é muito melhor’. Assim como TODOS OS DIAS, TODAS AS PROPAGANDAS querem convencer a gente que o legal é ganhar mais, consumir mais, gastar mais…. natural. Cada um ‘anuncia’ o que acredita.

    E, pra terminar, é como diria Mano Brown: ” Dinheiro é bom, sim, se essa é a pergunta, mas dona Ana fez de mim um homem e não puta.”. Com todo respeito às putas, é claro. 🙂

  2. FERNANDA LAIGNIER

    * Achei o vídeo uma bobagem, superficial, e o discurso da menina totalmente “haribô”.

    É o máximo que eles tenham conseguido dar um drop out do que tava fazendo eles infelizes, mas ela falar que “vc não vai ganhar dinheiro se não fizer o que gosta” é discurso de quem tá no ensino médio, ou então “era só mais uma dia de trabalho”. Gente, quem é que lembra de todos os dias de trabalho da vida ??? Mesmo que ame o que faz !!!

    Um zilhão de pessoas tem que trabalhar com o que não gostam, por uma série de motivos, e mais um zilhão ganham mega grana mesmo fazendo sem amor, mas por competência, por panela, por mais um zilhão de motivos.

    E ainda tem o fator de quem não é direcionado pelo dinheiro, que é o caso deles.
    Eles não eram direcionados por grana, e conseguiram fazer uma série de sacrifícios para se adequarem ao padrão que eles julgam bacana, mas tornar isso padrão é tão perigoso qto medir o sucesso por qto dinheiro se ganha.

  3. Leticia Brito

    Caraca…que sincronicidade Thais. Vi TODOS esses vídeos no começo da semana. Chorei, chorei e chorei. Acho que transbordei esse sentimento que venho sentindo há tempos.
    To exatamente nessa fase…Uma transição lenta pra não sei bem aonde. Acho que na verdade meus valores estão em transformação e não achei ainda uma vida e/ou atividade que estejam de acordo com eles.

    Enfim, precisamos levar um papo muito grande quando vc estiver pelo Rio, hein.

    Beijos e escute-se!

  4. É fortalecedor perceber que muitos pensam como nós, passam pelas mesmas situações, angústias, dúvidas. Eu ouço amigos de diferentes lugares reclamando sobre as mesmas coisas. Tão curioso. Seres humanos, né?! Amei!!

  5. Que bonito. Que casa linda, que lugar lindo.
    Não faz sentido viver se não for do jeito que a gente quer viver, né? Eu penso muito isso pelo menos, é uma inquietação constante. “Como eu faço pra estar no lugar de vida que quero?” Muito legal o vídeo, realmente inspirador 🙂

    1. Thais Farage

      É uma inquietação que anda me consumindo! E tá foda. Minha intuição tem falado muito baixinho, não to ouvindo. hehe.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

assine a newsletter farage.inc ❤

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

thais farage

CNPJ: 14 552 312/0001-12 | Farage Inc
2021 © Todos os direitos reservados.