Quando Eu Era Jovem….

Hahahahaha eu sou jovem ainda, gente. Mas é que eu fiquei com vontade de contar um caso de quando era mais jovem ainda.

Sabe como é, nasci classe média e fui vivendo em berço esplêndido… até o dia em que passei no vestibular de Cinema e fui morar em Niterói. Eu nunca tinha ido a Niterói antes e foi um drama achar um lugar pra ficar! Vésperas da minha mudança a gente descolou um quarto e sala fofinho e eu me mudei meio no improviso. Já na primeira semana comecei a passar os maiores perrengues com as tarefas domésticas e ainda precisava me adaptar à cidade, às aulas. E, no início, eu não tinha máquina de lavar e era um mistério a coisa de lavar a roupa. Sofriiiiiia, me consumia um tempo, manchava quase tudo.

Um belo dia minha vó me disse: ‘Thais, mas você tem que lavar algumas coisas já no chuveiro, tipo a sua calcinha! É o mínimo’. Gente, pode parecer ridículo de óbvio para a humanidade mas esse foi o conselho que mudou a minha vida! Hahahahahaha. Com o passar do tempo eu fui incrementando: lavava camisetas, meias e até mantinha uma caixa de sabão em pó no box [LOUCA!] . Eu vivia mesmo num universo paralelo, não sei explicar.

Ao mesmo tempo, eu tenho um problema seríssimo: eu sou o demônio entediada. Sabe não ter nada pra fazer e fazer merda?! Pois sou eu! Tipo que já resolvi pintar a casa e comecei a chorar no meio porque não acabava nunca, ou quando pintei uma estante com tinta spray e sujei TODA A CASA de amarelo… várias merdas nessa linha.

Enfim, um dia eu estava muito entediada em Niterói e tive a bri-lhan-te idéia de lavar o meu edredon, sim eu disse e-d-r-e-d-o-n debaixo do chuveiro. Olha, eu só posso dizer que esse foi meu recorde de cagada do tédio, pelo menos até hoje. A parada começou a pesar, pesar, pesar, eu não conseguia torcer, nem tirar todo o sabão…. a coisa foi piorando porque eu desesperei (também é clássico, no meio da merda eu desespero!). Comecei a chorar, gritar, mas eu morava sozinha e ninguém podia me acudir. Hahaha.

Imagina a cena: pelada, descabelada, com um edredon de casal com estampa de bonequinhos (!!!!) debaixo do chuveiro, berrando e chorando as 2h da manhã (ah sim, meu tédio normalmente aparece na madrugada), tudo-junto-ao-mesmo-tempo. Hahahahaha. Respirei fundo e deixei lá o maldito edredon molhado, cheio de sabão. Recuperei a dignidade e durante dois dias o edredon ficou jogado no tanque. Detalhe, precisei de ajuda de um amigo pra transportar o MONSTRO de lugar.

Nem lembro como foi que eu resolvi o assunto, sei que tenho o edredon até hoje, ele viveu! Tá velhinho e manchado, mas é xodó. E quando eu conto pras pessoas todo mundo ri muito e me olha com cara de ‘meu deus, vc é muito burra!’ hahahaha. Mas, gente, não duvide da crise de tédio de uma ariana!

Enfim, essa é história que eu sempre conto quando fico sem assunto e quero ser engraçada na mesa de bar. Hoje eu queria fazer mais um post (porque eu tô sem trabalhar e o tédio já tá batendo na porta, #oremos) mas tava sem assunto. Aí achei melhor usar o meu ‘caso de sempre’ a fazer um post tosco. 😀

E, pra terminar, uma fotinho de mim no episódio: o dia em que tentei pintar roupas com corante de alimentos. Também em Niterói… hahahah bons tempos! ♡

559441_3101658332682_479911542_n

0 comentário em “Quando Eu Era Jovem….”

  1. ai, coitada. Fui morar sozinha muito velha, ainda não fiz cagadas assim…nem quando estou entediada.
    Tédio = ver Sex and the City, arrumar a casa, pintar cabelo. MENOS lavar edredom no banho.

  2. Ahahahahahahahaha! Gente, eu achava que minhas chagadas eram as best! Não és a única! Rindo muito imaginando a cena do edredom!

  3. Roubei essa história pra mim kkk mas darei os créditos quando contar. Simplesmente, AMEI !!! Acho que o ar de Niterói interfere no juizo só pode. Acredito que na mesma época, também em um certo ap em Niterói, certa madrugada fui acordada pelo desespero de alguém que, como você em meio a um tédio que saiu pela culatra, tentava fazer uma pizza embaixo do chuveiro.

  4. Pelo menos você não é virginiana e tem crise-de-arrumar-armário meia noite em um dia que você está se sentindo entediada… Tiro tudo do armário, tudo mesmo, e rearrumo tudo. O problema é que o ascendente em gêmeos começa a se irritar no meio da arrumação e a vontade de terminar vai diminuindo hehe Acompanho o blog todo dia, descobri pela página da Mel, irmã de uma amigona minha! Adoro! Beijinhos

    1. Thais Farage

      Já fiz isso de arrumar armário também e no meio dar crise ‘não quero mais’. Fiz taaaantas vezes que hoje em dia sou PHD e arrumo por partes, um dia as gavetas, no outro as prateleiras….

      Feliz demais que você gosta do blog! Ebaaa! :))) Beijos, beijos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.