Suco verde, orgânicos e a vida saudável

Pensei muito, muito, muito se eu deveria escrever sobre comida, dieta e hábitos alimentares, ficava em dúvida se não iria acabar incentivando as pessoas a serem magras a qualquer custo, desmaiarem na rua e passarem fome. Portanto, antes de começar o post de fato, eu queria dizer que eu sou e sempre fui magra a vida inteira, sempre comi magrinho (meu pai me obrigava a comer verduras e na minha casa nunca teve refrigerante!) e sempre pesei menos que as minhas amigas. Na real, eu era super zoada no colégio porque sou branquela e tive zero peito/bunda até os 20. Mas com o tempo eu percebi que só é possível ser lyyyynda se você entender o seu corpo, seu tipo de beleza e viver feliz com isso. Cla-ro que eu não olho minhas celulites no espelho e fico feliz da vida. Não, eu sofro! Mas sofro só um pouquinho e, ao invés de não ir à praia, eu tento comer melhor, malhar mais e olhar menos! hahahaha

Prólogo feito, let’s begin!

Desde que eu me mudei pra são paulo a minha vida mudou demais. O jeito de trabalhar, as distâncias, o trânsito, no início eu odiava muito e acabava descontando na comida. Engordei 5 kg e deixei de caber nas minhas roupas!!! Acabei parando de malhar, porque a vida estava uma loucura, minha pele ficou uma porcaria, eu só conseguia usar saia e vestido porque minhas calças jeans não cabiam. Pesadelo! Consegui ir emagrecendo aos poucos mas ficaram 2kg que nunca mais saíam de mim.

Sempre fui noiada com comida, estou sempre tentando comer cada vez melhor e o combo “quero emagrecer + quero ser saudável” me levou a uma nutricionista ótima, natureba e que me fez uma dieta “funcional”. Isto é: ela avaliou o que me fazia mal e cortou da minha vida. Eu não tomo leite de vaca nunca, jamais, em tempo algum (me dá espinha, no dia seguinte! é impressionante!) eu também não deveria comer nenhum derivado de leite (eu tento muito, mas é difícil demais e às vezes escapa!), não tomo refrigerante (fiquei 6 anos sem tomar, andei dando umas escapadas esse início de ano mas já parei de novo)e  diminuí muito a quantidade de doce (alô formiga!) e também de glúten. Evito carboidrato e o que não tem jeito eu substituí por versões integrais, meus lanches da tarde são frutas ou legumes e nunca como barrinha de cereal, por exemplo. Evito comer coisas industrializadas ao máximo. No desespero é melhor comer comida de verdade, mesmo que calórica, a “falsos light”. E com o tempo vai ficando mais fácil, eu acho muito mais gostoso lanchar banana com aveia que biscoito light, por exemplo. Minha vida, que agora está mais regrada, também ajudou muito. Antes era impensável ficar carregando banana com aveia, agora eu tenho minha mesa e já deixo lá meus potinhos de aveia, chia, chá verde… Meu grande pecado capital é não conseguir tomar 3 litros de água por dia, eu detesto ficar fazendo xixi toda hora e, por isso, acabo esquecendo e não bebo. #fail. Outra coisa legal pra driblar o desejo louco de doce é o “Afarroba”, conhecem? Tem cara de chocolate, gosto de chocolate (juro!!!!) mas não tem açúcar, nem glúten, nem lactose e é super saudável. Ela é feita de farinha de alfarroba, que é um negócio que não sei direito o que é mas é maravilhoso, segundo minha nutricionista. Além disso é delíííícia. A primeira vez que provei eu achei que era milagre, hahahaha ando sempre com vários na bolsa, mas é bom não exagerar porque, assim como tudo, Alfarroba tem pouca caloria mas se comer uma dúzia acaba engordando, né?!

Entretanto, das mudanças mais fortes o que eu mais recomendo e o que eu mais vi resultado é o suco verde. Ai, sei nem por onde começar a contar das vantages… Ajuda muito a emagrecer, desincha, o organismo todo funciona melhor e eu JURO que dá pra acostumar com o gosto, hoje em dia já acho delícia. Juro. Vou colocar as receitas no final do post. Quando eu tomo o “Suco 1” eu não consigo comer nada junto, ele é bem grosso e eu fico super saciada. Já o “Suco 2” é mais levinho e fácil de fazer, com ele eu como um pão integral com azeite. Tomo em jejum todo dia de manhã (andei avacalhando no natal/ano novo mas já estou retomando) e pós carnaval/reveillon/natal/comilanças eu tomo a noite também, no lugar do jantar.

suco verde
Meu copão de suco verde, delícia!

A parte chata e difícil é ter os ingredientes frequinhos em casa, haja visita ao supermercado! Como eu tento comer tudo orgânico, a maioria das coisas eu peço em um delivery (!!!!) que se chama Alimento Sustentável. Eles são super legais e entregam seus pedidos no conforto do lar, você compra pela internet e tudo muito delícia, fresquinho. Dá pra comprar no supermercado também, mas acho menos prático. No Rio, dá pra comprar no supermercado Zona Sul (que é simplesmente o melhor supermercado do mundo, digam o que o quiserem, mas eu amo sem fim!). Lá tem muitas marcas, inclusive a da fazenda do Marcos Palmeiras – sim, o ator. Orgânicos é mais caro? É! Mas eu acho muito válido investir em saúde, alimentos sem agrotóxicos e muuuuito mais saborosos.

Tem muitos outros sites de orgânicos que entregam em casa, tem muita feira de orgânicos por aí e tem muito supermercado. Tô indicando o que eu conheço e gosto. Mas pesquisem, investiguem, tem sempre um jeito menos caro de comprar!

Fiquei em dúvida se era ético ou não divulgar minha dieta da nutricionista e achei que não era. Mas, resumindo, eu como pão integral e suco verde de manhã, meus lanches da tarde e manhã são frutas, almoço arroz integral + salada + frango orgânico/peixe. Meu jantar é sempre bem magrinho mas inclui quibe de quinua, por exemplo, que é magro mas é uma delíííícia.

Ufa! Acho que é isso. Segue agora as receitas!

Suco 1

*gengibre
*espinafre
*maçã
*cenoura
*pepino japonês

bate tudo no liquidificador com um pouco de água (evite coar, mas eu não consigo!!!)

Suco 2

* 2 folhas de couve
* água de coco
* meio talo de salsão
* meia maçã
* uma fatia de abacaxi.

bater tudo no liquidificador, mas não pode coar (mas esse rola não coar, fica mais líquido!)

importante! tem que beber assim que faz! não da pra fazer as 8h e beber as 9h que já perdeu todas as vitaminas.

Quem tiver mais dicas, conta pra gente! E quem experimentar o suco verde também conte nos comentários!!

:)*

 

Ps. Não importa o quanto eu organize o pensamento, eu sempre esqueço de “falar” alguma coisa. Dessa vez esqueci de dar a dica de fazer gelinhos de couve/espinafre. É pra facilitar o suco. É só bater a couve com um pouquinho de água, coloca na forminha de gelo e coloca no congelador. Mesma coisa com o espinafre. Se não der tempo de fazer o suco todo dia já fica bem saudável colocar um gelinho em um suco de laranja natural, por exemplo.

0 comentário em “Suco verde, orgânicos e a vida saudável”

  1. Conheci seu blog ontem pq o Pedro encaminhou, mas to lendo os posts hoje pq tenho tempo e to adorannnndo tudo! Os assuntos, o seu jeito de escrever e que vc tem pele clarinha como eu então pode dar dicas que me sirvam como luva! o/ (Sou nw15, mas vc acho que não é tão branca, né?!)

    Parabéns pelo ponto de vista saudável de verdade! Tem muita gente por ae dando dicas “saudáveis” e o povo ta precisando abrir os olhos de uma vez por todas! Não aguento + ver nas prateleiras de produtos saudáveis tanto sódio, tanta química por traz de “light”, “diet” e cereais em geral.

    Não consigo gostar de mix em sucos, mas vou tentar a dica do gelinho que parece acrescentar um sabor + suave e é tão fácil de fazer, né?! <3
    Uma dica que dou é pra sua banana com aveia: Acrescentar nela uma colher de sopa de cada cereal que vc tem em casa (linhaça, gergelim, chia, amianto, farelo de trigo, de soja, etc… tudo. Dae pro sabor ficar agradável acrescentar uma colher de chá de açucar mascavo e outra de cacau. Uma colher de granola e o que conseguir de aveia, claro. Fica bem grosso, mas muito gostoso. Descobri sozinha isso pq nunca gostei de sentir o gosto da banana e assim funcionou! Fica uma delícia, é fácil de fazer, sustenta que é uma beleza e é pura saúde né?!

    Beijão!

    1. Thais Farage

      Ahhh que comentário mais querido! Ganhei o dia! :))

      Sobre a pele: eu sou NW20, um pouquinho menos branca hehe mas acho que é pouca diferença, né? E, com a nula quantidade de sol que eu tomo, logo mais eu viro NW15 hehehe

      E pois é, a vida saudável de verdade não tem nada a ver com industrializados, infelizmente. Seria muito fácil ter tudo em saquinho, mas bom mesmo são os alimentos orgânicos, preparados na hora, sem sal, sem tempero pronto…. É uma mudança danada na vida, e é difícil, né? Mas acho que já saber o que faz bem e o que faz mal já é muito bom. Mesmo que não dê pra seguir tudo (vivo escorregando) é melhor comer alguma coisa que não faz bem sabendo disso… passei muito tempo comendo barrinha de cereal (sem nem gostar) achando que era saudável e não é nada!

      Adorei a dica dos cereais. 🙂 Vou testar.

      Sobre o suco verde, uma dica ótima pra melhorar o gosto é fazer com suco de laranja ao invés de limão, por exemplo. Porque a laranja é mais docinha e ajuda a dar uma enganada no gosto.

      Beijinhos!

  2. Pode comentar com meses de atraso?? hahahaha

    Eu adoro comer. De tudo. Vou do fast food ao natureba sem medo. Mas a idade vai chegando e a gente vai priorizando a vida saudável, claro..

    Misturei dietas de algumas amigas e tenho várias dicas legais. Tomo suco verde também ( alguma variação de verdes e frutas entre hortelã com couve em cubinhos – como o seu – , pepino, agrião, cenoura, maça, manga, água de coco. no fim um toque de limão e/ou gengibre). Só que a orientação que eu tive foi de coar… por que será?

    De manhã tomo um mega suco de 2 frutas + granola sem açúcar + linhaça + gergelim + hortelã. Amo! Pode ser também uma mistura de 2 frutas + granola sem açúcar + semente de chia + aveia – fiz isso quando meu liquidificador quebrou.

    Outra dica é a raçãozinha antes do almoço: castanha do pará, castanha de cajú, amêndoas, semente de girassol, uva passa e ameixa seca/damasco seco.

    De jantar (ou quando levo marmita no almoço) gosto de fazer quinua com legumes (abobrinha, pepino, cenoura) e um pseudo ratatouille ( beringela, abobrinha, tomate, cebola – tudo assado).

    Não sofro nada pra comer essas coisas. Gosto mesmo! E tenho tido um prazer enorme de cozinhar ou preparar as porçõezinhas.
    E olha que minha vida está super corrida!

    🙂

  3. Thais Farage

    Acho que exatamente essa receita eu nunca tomei, Maria Inês. Mas pareceu ótima, confesso que, no fim das contas, misturo o que tiver em casa (alternando couve e espinafre) e sempre fica bom, né? O organismo fica muito diferente quando tomo todo dia, direitinho.

    Beijinhos!

  4. Maria Inês

    Vc já experimentou suco de couve batido com maçã,gengibre e limão? Fica ótimo e o gengibre acelera o metabolismo. Tomo todos os dias é mto saudável

  5. O que eu acho mais difícil nessas dietas com nutricionista é ter lanchinhos diversificados. Tudo enjoa. Já levei iogurte, castanha do Pará, damasco, ameixa preta sem caroço com Polenghinho (é muito bom!)… Mas com o tempo a gente cansa e acaba apelando para coisas não tão saudáveis.

    1. Thais Farage

      Eu nem enjôo, mas eu acabo ficando com preguiça de comprar, preparar, levar… É sempre no meio da correria que desisto da dieta.

    1. Thais Farage

      Ahhh que querida! O Alfarroba vende em lojinha de coisas naturais, mas como não é muito barato acho que a boa é comprar em grandes quantidades em loja tipo distribuidora. Vou investigar e volto pra contar.

      E sim, amanhã vou colocar uma receitinha! :)**

  6. O maior inimigo da dieta é mesmo essa vida louca que a gente leva. Porque vamos combinar que, qualquer dieta bem elaborada, como a sua, dá um trabalho do cão! Musculação, trabalho, estudo, aeróbico, personal styling próprio e duas sessões de liquidificador por dia são pra semideus.

    Parabéns aos semideuses como nós :**** #vestindo36

  7. Adorei as dicas, Thais! Tô há milênios ensaiando tomar suco verde, agora que o ano começou de verdade eu vou ver se tomo vergonha na cara. Cê viu aquele blog que te mandei outro dia, o Santa Dieta? Ela faz uns gelinhos de couve, espinafre, rúcula pra na hora ficar mais prático de fazer o suco verde. Como eu disse, eu nunca fiz, mas achei a ideia boa!

    Lá em casa eu também tô tentando achar melhores alternativas para os carboidratos do dia a dia. A receita que mais deu certo comigo até agora foi um arroz de mentirinha feito de brócolis e couve-flor bem picadinhos (como se fosse um arroz mesmo) e refogados no alho. Fica maravilhoso e super substitui o arroz do almoço/janta!

    P.S.: Me conta desse quibe de quinoa? Fiquei mega bláster curiosa!

    1. Thais Farage

      Eu faço gelinho também!!!! Ai, vou atualizar no post! Não importa quanto eu escreve eu sempre esqueço alguma coisa! hahahaha

      Será que posso publicar a receita do quibe de quinua? Ou será que é anti ético? Eu juro que não sei!!!

      :)****

      1. Ah, cê usa gelinho? Legal, então mais um motivo para eu fazer também, rs!

        Não acho anti ético postar a receita não, Thais. Não é o seu cardápio inteiro que a nutricionista te passou, é só uma receitinha. 🙂 Mas enfim, faz o que você se sentir mais a vontade. Anyway, aqui ou por e-mail, super voto da gente trocar receitinhas!

  8. Tinha que ser você, bem no dia que resolvi dar um basta na minha gordura.
    O difícil vai ser con seguir isso em Leopoldina.
    Beijos

    1. Thais Farage

      Ahhhhh! Que linda!!! Investe no suco verde, é muito fácil de achar os ingredientes, tem até aí! hehehe

      E o Alfarroba eu mando pelo correio! <3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

assine a newsletter farage.inc ❤

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

thais farage

CNPJ: 14 552 312/0001-12 | Farage Inc
2021 © Todos os direitos reservados.